Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Marcola do Acre tem julgamento adiado e prisão revogada, mas vai continuar preso; entenda

Publicado em

O Tribunal do Júri de Rio Branco foi palco de reviravoltas no caso de Marcos Willians Tavares Lopes, o conhecido “Marcola do Acre”. O Juiz Flávio Mariano Mundim, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, decidiu adiar o julgamento do réu atendendo ao pedido do Promotor de Justiça Carlos Pescador, que destacou a ausência da principal testemunha, fator que poderia influenciar a favor do réu.

Além do adiamento, o magistrado acolheu a solicitação da defesa e revogou a prisão preventiva de “Marcola do Acre” devido ao excesso de prazo, determinando a emissão do alvará de soltura. No entanto, a revogação da prisão não resultou na liberdade imediata do réu, uma vez que ele permanece detido em regime fechado devido ao cumprimento de execução penal.

O caso que seria julgado envolve a execução de Mizael Oliveira da Silva, de 20 anos, assassinado a tiros nas primeiras horas da manhã de 20 de novembro de 2022, enquanto retornava de uma mercearia onde comprara pães. Por ter contado com a colaboração de um adolescente, “Marcola do Acre” enfrentará acusações de homicídio qualificado, corrupção de menores e participação em organização criminosa.

Continua depois da publicidade

O Ministério Público tem um prazo de 10 dias para localizar a testemunha ausente, o que pode influenciar o desfecho do caso e a realização do julgamento em uma data posterior. A saga legal de “Marcola do Acre” continua, enquanto a justiça busca esclarecer os eventos que levaram à trágica morte de Mizael Oliveira da Silva.

Propaganda
Advertisement