Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Motociclista não habilitado tenta fazer ultrapassagem e provoca grave acidente na Baixada da Sobral

Publicado em

O motociclista não habilitado Leandro Conceição da Silva, 19 anos, ficou ferido após provocar um grave acidente de trânsito, no início da tarde deste domingo (9), na Avenida Sobral, no bairro Sobral, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

Segundo da autoridade de trânsito, Leandro trafegava no sentido centro-bairro em uma motocicleta modelo Honda Fan, de cor preta e placa SQQ-3F30, em alta velocidade e tentou fazer uma ultrapassagem em local proibido, pois toda a extensão da Avenida Sobral é faixa contínua.

Um carro modelo HB20, de cor branco e placa OVG-9944, conduzido por uma mulher que estava com seu marido e dois filhos, também trafegava no mesmo sentido do motociclista e deu ceta para entrar à esquerda no bairro Sobral, porém, Leandro acabou colidindo violentamente na lateral do veículo.

Continua depois da publicidade

No impacto, o motociclista foi arremessado cerca de 10 metros da colisão e a moto ficou jogada na calçada da outra via. O jovem teve apenas escoriações leves. A motorista do HB20 permaneceu no local e deu assistência a Leandro.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou rapidamente e os socorristas encaminharam Leandro para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Baixada da Sobral, em estado de saúde estável.

A motorista fez o teste do bafômetro, que mostrou que ela não ingeriu nenhuma bebida alcoólica.

A área foi isolada por policiais militares do Batalhão de Trânsito, para os trabalhos de perícia, e depois o veículo HB20 foi liberado. A motocicleta, apesar de ter o paralamas traseiro cortados bem próximos à placa, também foi liberada.

A reportagem conversou com os militares do Batalhão de Trânsito para saber o que aconteceria com o prejuízo do carro. A explicação foi o proprietário da moto receberá multas por ter emprestado sua moto a uma pessoa não habilitada. Leandro também deverá arcar com os prejuízos, e se não tiver condições, o proprietário da moto poderá ser acionado judicialmente para ressarcir o dono do carro.

Os dois filhos do casal ficaram assustados com o acidente, sendo que o mais velho chegou a chorar ao ver o carro danificado com a violência da batida.

Continua depois da publicidade
Propaganda
Advertisement