Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Motorista de Porsche e amigos beberam nove drinks alcoólicos antes de acidente em SP, diz TV

Publicado em

Pouco antes do acidente com a Porsche, que deixou um motorista de aplicativo morto na Zona Leste de São Paulo, o condutor do carro de luxo, sua namorada e o casal de amigos que o acompanhavam beberam nove drinks em um restaurante. De acordo com a TV Globo, naquela noite, foram consumidas oito bebidas com uísque e licor, além de uma caipirinha.

Entre os envolvidos estão o empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, que conduzia o carro de luxo; o motorista de aplicativo, Ornaldo Viana, que dirigia o Sandero que foi atingido pelo Porsche e morreu; e o amigo do empresário, Marcus Vinicius Machado Rocha, de 22. Ele se feriu gravemente no acidente e segue internado após passar por cirurgias, em uma delas, fez a remoção do baço.

Um dia após o acidente, em 1º de abril, Fernando compareceu à delegacia para prestar depoimento, e alegou que não estava sob efeito de drogas ou álcool no momento do acidente. No entanto, ele admitiu que estava acima da velocidade da via, que é de 50 km/h. “Estava um pouco acima do limite permitido, porém, não chegava a ser muito acima também”, afirmou, sem dar números.

Continua depois da publicidade

A versão apresentada por ele, e também por sua namorada, foram desmentidas pelo amigo que o acompanhava na Porsche, Marcus Vinicius. O que corrobora com o que foi relatado pelo jovem é a comandada do estabelecimento em que eles estiveram horas antes do acidente ocorrer.

Segundo a emissora, os quatro gastaram mais de R$ 600 em comidas e bebidas. Entre os itens, estão oito drinks de uísque com licor, xarope de limão e angostura. Depois disso, os quatro foram para uma casa de pôquer.

O acidente que vitimou Ornaldo ocorreu pouco depois de deixarem a casa de jogos. O amigo disse que o condutor da Porsche havia bebido antes de dirigir e que estava “alterado”. O advogado de Marcus detalhou à TV como foi a noite antes da batida.

Segundo Marcus, o empresário Fernando Sastre bebeu em um restaurante, antes de irem para a casa de pôquer.

Na casa de jogos, os dois não teriam ficado juntos.
Depois, na hora de ir embora, o amigo disse que Sastre estava visivelmente alterado, e que houve uma discussão.
Marcus teria se oferecido para ir com o amigo como passageiro para que ele não fizesse “besteira”.
A última coisa que ele se lembra é de estarem no carro e que Fernando Sastre estava acelerando o veículo.
Sobre o estado de saúde do jovem, o advogado José Roberto Lourenço disse que Marcus Vinicius está estável e deve receber alta nos próximos dias.

O caso segue em investigação.

Continua depois da publicidade

Relembre o acidente

Por volta das 2h do dia 31 de março, um domingo, o Porsche dirigido por Fernando colidiu contra o Sandero conduzido pelo motorista por aplicativo Ornaldo Viana, de 52 anos, na Avenida Salim Farah Maluf, em São Paulo.

Os policiais militares que atenderam a ocorrência não submeteram o empresário ao teste do bafômetro. A conduta dos agentes está sendo analisada, segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP). Em nota, a pasta disse que a Polícia Militar instaurou uma sindicância e “comprovado o descumprimento dos procedimentos operacionais, os policiais serão responsabilizados”.

 

Propaganda
Advertisement