Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍCIA

Mulher é estuprada, morta a facadas e enterrada de cabeça para baixo no interior do Acre

Publicado em

A colona Maria de Jesus Rocha França, de 51 anos, foi estuprada, morta a golpes de faca e enterrada nua e de cabeça para baixo em uma cova às margens do Igarapé Iquiri, no km 30 da BR-364, no ramal do Jacaré, na zona rural do município de Senador Guiomard, no interior do Acre. O corpo dela foi encontrado na tarde desta quinta-feira (19).

Segundo informações de policiais militares do 4° Batalhão e policiais civis de Senador Guiomard, uma denúncia chegou aos agentes pela manhã informando que na propriedade rural havia uma pessoa morta. As forças policiais se juntaram e foram até o local, e inicialmente encontraram na residência o proprietário, identificado como Judney de Andrade Alves, 34 anos, que estava embriagado, e que negou ter alguém morto no local. Após uma rápida conversa com Judney, os policiais foram embora, entendendo que a denúncia seria boato.

Judney Andrade

Ao chegar em Senador Guiomard, os policiais receberam a informação de que Judney havia matado uma pessoa e se deslocaram mais uma vez até a propriedade rural do homem, que já não estava mais no local.

Continua depois da publicidade

Os policiais militares e civis fizeram buscas na residência e encontraram sangue dentro do quarto e na sala da casa, e muitas latas de cerveja e litros de bebida.

Após uma busca minuciosa às margens do Igarapé Iquiri, os policiais encontraram uma terra que estava solta e cavaram com um pedaço de madeira. Eles acabaram encontrando o corpo de Maria de Jesus. A mulher estava nua, com perfurações de faca no abdômen, pescoço e nas mãos e enterrada de cabeça para baixo em uma cova rasa.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos do perito em criminalística, e em seguida os PMs fizeram patrulhamento na região do ramal e encontraram Judney em um bar bebendo.

O criminoso confessou ter matado Maria de Jesus e disse que era membro da facção Comando Vermelho, e matou a mulher alegando que ela seria integrante de uma facção rival, porém, segundo a polícia, a informação não procede, pois Maria de Jesus é uma colona, mãe de 4 filhos e tem um neto, além de ser casada há cerca de 14 anos.

Diante dos fatos, Judney recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Senador Guiomard, para ser ouvido e para serem tomadas as medidas cabíveis.

O Na Hora da Notícia apurou que Judney morava no local há 7 meses, e pela manhã de quarta-feira, chamou Maria de Jesus para beber na sua casa. A polícia acredita que Maria foi estuprada, morta, arrastada da casa e jogada de uma altura de aproximadamente 15 metros às margens do igarapé.

Continua depois da publicidade

A ocorrência teve o apoio do Corpo de Bombeiros de Rio Branco, que retirou o corpo da cova rasa e colocou em uma prancha de plástico. Com uma corda, os bombeiros subiram o cadáver no barranco. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) em Rio Branco, para os exames cadavéricos.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Senador Guiomard.

Propaganda
Advertisement