Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

No Acre, “Ciborg” corta tornozeleira eletrônica e se encontra foragido da justiça

Publicado em

Investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) estão em busca do suspeito, apontado como autor dos disparos que resultaram na morte do presidiário Mailon de Oliveira Ferreira, em um crime ocorrido em agosto do ano passado.

O crime, que envolveu o sequestro, execução e desova do cadáver de Mailon no Ramal da Carapanã, no Polo Benfica, foi meticulosamente planejado. Segundo o inquérito policial, Mailon estava foragido da justiça e passou a viver em uma área controlada por outra facção criminosa, o que o tornou alvo de uma autorização para julgamento e condenação pelo chamado “Tribunal do Crime”.

Josivânio Saraiva da Silva, conhecido como “Metal”, teria solicitado a “Ciborg” para executar a missão. No fatídico dia 18 de agosto, Mailon foi sequestrado, espancado e posteriormente assassinado com cinco tiros, dois dos quais atingiram sua cabeça.

Continua depois da publicidade

A operação para prender os envolvidos resultou na captura de “Metal” no Centro, porém, “Ciborg” conseguiu escapar ao cortar a tornozeleira eletrônica. A colaboração da Unidade de Monitoramento Eletrônico de Presos (UMEP) e do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) foi fundamental para o cumprimento dos mandados de prisão preventiva. Além disso, Edilene de Jesus dos Santos, conhecida como “Dama da Morte”, teve seu mandado de prisão cumprido no Presídio Feminino de Rio Branco.

A busca por “Ciborg” continua, enquanto as autoridades intensificam os esforços para garantir a justiça e a segurança da população.

Propaganda
Advertisement