Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Operação da PF mira suspeito de cooptar idosos para fraudar benefícios sociais

Publicado em

A operação “Mateus 4.4” da Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão contra um homem investigado por falsificação de documentos públicos, fraude de benefícios sociais e aliciamento de funcionários de casas lotéricas no Pará.

Os policiais apreenderam documentos de benefícios sociais na casa do suspeito. Ele não estava no local.

A expectativa da PF é, com o cumprimento da medida judicial, chegar a todos os envolvidos nos crimes praticados.

Continua depois da publicidade

Segundo as investigações, o alvo da operação, que não teve identidade revelada, chegou a oferecer até R$ 20 mil por dia para que funcionários de casas lotéricas fizessem ativações indevidas do aplicativo Caixa Tem. A oferta, porém, foi recusada pelos trabalhadores.
O esquema também incluía a cooptação de idosos para que se passassem por terceiros, após falsificação de documentos pessoais. Depois disso, eram feitos transferência e acesso a contas bancárias das vítimas.

A PF informou que, dessa forma, o investigado chegou a sacar irregularmente outros benefícios, que não necessitavam a ativação na lotérica. A investigação também busca revelar qual foi o valor desviado.

Propaganda
Advertisement