Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Pais são presos e admitem ter torturado bebê por não suportarem seu choro

Publicado em

Um caso extremamente chocante e trágico que envolve um casal suspeito de torturar e matar seu próprio bebê de dois meses. O incidente ocorreu em Rolim de Moura (RO) durante o fim de semana. De acordo com a Polícia Civil, os pais confessaram que torturavam a criança porque ficavam “nervosos” quando ele chorava.

O pai, de 20 anos, foi preso em flagrante e teve sua prisão convertida em preventiva nesta segunda-feira (13). Já a mãe, uma adolescente de 17 anos, foi apreendida. Inicialmente, o caso foi registrado como um episódio de engasgo, pois os pais afirmaram que encontraram o bebê morto em seu berço assim que acordaram no sábado de manhã.

Porém, durante a tarde, o médico legista identificou marcas de violência no corpo do bebê, levantando suspeitas de que a morte não foi natural. O delegado responsável pelo caso, Daniel Hoffmann, relatou que o bebê apresentava lesões no corpo, na região cervical, no pescoço e no rosto, além de rigidez, indicando que a criança havia sido morta pelo menos 10 horas antes. Hoffmann destacou também que o rosto do bebê mostrava sinais de que ele havia sido “comprimido”.

Continua depois da publicidade

De acordo com os depoimentos à polícia, a mãe confessou ter torturado o filho porque ficava nervosa quando ele chorava durante a madrugada. Ela admitiu que esganava a criança e colocava a mão em sua boca para fazê-lo parar de chorar. O pai também confessou que usava métodos similares, como colocar o dedo na boca do bebê, puxar sua língua e comprimir seu pescoço para cessar o choro.

Propaganda
Advertisement