Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

PMs do 2° Batalhão agem rápido e prendem suspeitos de executarem olheiro do CV em Rio Branco

Publicado em

Três homens foram presos suspeitos de terem executado Walesson Oliveira de Souza, de 33 anos, com três tiros, na noite deste domingo (19), na rua Baguari, no bairro Taquari, na região do Segundo de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, populares viram quando os três suspeitos saindo de uma área de mata que fica nos fundos do imóvel e entraram em uma residência e desligaram a luz. Uma pessoa ligou para o Copom e avisou da invasão na residência, e que um homem que morava na casa estaria sendo feito de refém.

Policiais militares que estavam isolando e área onde Walesson estava morto foram até o endereço denunciado com apoio das outras guarnições e realizaram o cerco na casa. Os três suspeitos acabaram se entregando para a polícia. Os três bandidos estavam com as roupas molhadas e com camisas de manga longa e capuzes, com as mesmas características dos assassinos de Walesson.

Continua depois da publicidade

A suposta vítima que estaria sendo feita refém dentro da residência não foi encontrada pelos PMs, mas parentes acharam o homem escondido em outro terreno e, segundo a vítima, ele fugiu ao perceber a invasão da casa e se escondeu.

Diante dos fatos, os suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados para a Delegacia de Flagrantes (Defla), onde serão tomadas as medidas cabíveis. Nenhuma arma de fogo foi encontrada com os suspeitos.

O caso deve ser investigado pela Polícia Civil de Rio Branco.

Entenda o caso

Walesson Oliveira de Souza, de 33 anos, foi executado com três tiros na noite deste domingo (19), na rua Baguari, no bairro Taquari, na região do Segundo de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, Walesson seria olheiro do facção criminosa Comando Vermelho e acabou sendo surpreendido por cinco criminosos da facção Bonde dos 13, que são do bairro Taquari e Loteamento Praia do Amapá.

Continua depois da publicidade

Ainda segundo informações da polícia, a intenção dos bandidos era matar um líder do CV, mas quando chegaram na rua Baguari, se depararam com Walesson e acabaram trocando tiros com o olheiro. Walesson foi ferido por vários disparos e morreu antes da chegada do socorro médico.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e enviou uma ambulância de suporte avançado para dar os primeiros atendimentos, mas ao chegar no local, os socorristas só puderam atestar morte a Walesson .

A Polícia Militar isolou a área para os trabalhos da perícia e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para os exames cadavéricos.

Todos os detalhes sobre o ocorrido foram colhidos por agentes de Equipe de Pronto Emprego (EPE) e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Propaganda
Advertisement