Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Polícia prende mãe, irmão e funcionária de ex-sinhazinha do boi-bumbá, encontrada morta

Publicado em

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira (30), em Manaus, a mãe, o irmão e uma funcionária da ex-sinhazinha do boi-bumbá Garantido, Djidja Cardoso. Eles foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça do Amazonas, que também decretou a prisão de outros dois funcionários do salão de beleza da família. A empresária foi encontrada morta na casa onde morava em Manaus, na terça-feira (28).

De acordo com a Justiça, os mandados de prisão preventiva foram expedidos em nomes de:

• Ademar Farias Cardoso Neto, irmão de Djidja Cardoso.
• Cleusimar Cardoso Rodrigues, mãe de Djidja.
• Verônica da Costa Seixas, gerente do salão de beleza Belle Femme.
• Marlisson Vasconcelos Dantas, cabeleireiro do mesmo salão.
• Claudiele Santos da Silva, maquiadora do mesmo salão.

Continua depois da publicidade

Os mandados são pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, e também pelo crime de estupro, em nome de Ademar Farias, irmão de Djidja.

A polícia conseguiu abordar a mãe, o irmão e a gerente dentro de um carro tentando fugir, por volta das 16h desta quinta, e os três foram presos juntos. Com eles, foi apreendida uma mochila, onde estavam armazenadas drogas. A equipe policial também fez buscas em alguns imóveis que pertencem à família da ex-sinhazinha.

Djidja foi encontrada morta por volta das 6h de terça (28). Segundo uma fonte próxima à família, que não quis se identificar, parentes estavam tentando contato com ela por telefone e não conseguiam, então resolveram ir à casa dela. Ela foi encontrada sobre a cama, já sem vida. O corpo passou por exame no Instituto Médico Legal (IML).

ASSISTA AO VÍDEO:

Propaganda
Advertisement