Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Policial militar é suspeito de matar estudante com quem mantinha relacionamento

Publicado em

A Polícia Militar está investigando um soldado por suspeitas de envolvimento na morte da estudante Débora dos Santos Bezerra, de apenas 17 anos. Segundo relatos de testemunhas, ele mantinha um relacionamento amoroso com a vítima. O trágico incidente ocorreu quando Débora foi encontrada sem vida, vítima de pelo menos três tiros na cabeça, às margens de uma estrada em Rorainópolis, região Sul de Roraima.

De acordo com informações, na noite anterior ao descobrimento do corpo de Débora, ela saiu de sua casa por volta das 23h40 para encontrar-se com o soldado da Polícia Militar. Uma amiga da vítima, também de 17 anos, e que prestou depoimento acompanhada da mãe, revelou à Polícia Civil que Débora estava envolvida em um relacionamento romântico com o policial, mesmo sabendo que ele era casado. Naquela noite, a amiga afirmou que Débora recebeu uma mensagem do PM pedindo para encontrá-lo “no mesmo local da última vez”.

Débora decidiu atender ao chamado e, desde então, a amiga não conseguiu mais contato com ela. Ao receber a trágica notícia pela manhã, descobriu-se que a jovem tinha sido encontrada sem vida. Foi revelado que, em 12 de fevereiro deste ano, Débora havia registrado um boletim de ocorrência contra a esposa do soldado investigado, alegando agressões e ameaças. No relato, ela detalhou que a esposa havia descoberto o envolvimento entre eles e passou a persegui-la e ameaçá-la, culminando em um episódio de agressão física.

Continua depois da publicidade

O corpo de Débora foi descoberto por um agricultor da região, de 43 anos, que reside nas proximidades do local onde ela foi encontrada. A jovem estava deitada de bruços no chão e não portava nenhum documento de identificação. É importante destacar que Débora era mãe de um menino de apenas 2 anos.

Propaganda
Advertisement