Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍCIA

Pré-candidato a prefeito e eleitores são ameaçados pelo Comando Vermelho no Acre

Publicado em

O delegado e pré-candidato a prefeito de Feijó, Railson Ferreira (Republicanos), e a população de Feijó receberam uma grave ameaça de morte publicamente através de um “salve geral” (nota escrita por faccionados com o intuito de passar alguma mensagem), postada em grupos de WhatsApp da cidade de Feijó, na tarde desta terça-feira (9).

O “salve geral” fez graves acusações e ameaças a Railson Ferreira e, quase no final do texto, tenta induzir a população a não votar no pré-candidato, além de afirmar que quem votar ou apoiar o delegado sofrerá as consequências, inclusive sendo expulso da cidade de Feijó.

Veja o trecho:

Continua depois da publicidade

“OBS : E TODOS AQUELES QUE TIVEREM APOIANDA ESSE SAFADO, AI QUE PEGUE SUAS COISAS E VAO MORAR MAS ELE, E PODEM SAIR FORA DA NOSSA CIDADE E VAO MORAR EM SAO PAULO, JUNTO COM ESSE LIXO ,TA PROIBIDO DE FAZER CAMPANHA PRA ESSE LIXO, QUEM FOR PEGO FAZENDO CAMPANHA PRA ESSE SAFADO AI NOS VAMOS TOMAR AS MEDIDAS CABÍVEIS ,PARA ESSES PUXA SACO PORQUE QUEM VOTA EM SAFADO SAFADO Ê, PORRISO TA PROIBIDO 🚫E QUEM TIVER FOTO DESSE LIXO COLADO EM SUAS CASAS, SERA TOMADO MEDIDAS CABÍVEIS TAMBEM, TA PROIBIDO 🚫 ENTAO NAO DESACREDITEM, ESTAMOS SEMDO BEM CLAROS ESPECÍFICOS EM NOSSAS PALAVRAS (sic)”, diz o “salve geral”.

O fato deve ganhar uma repercussão maior, uma vez que o Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE) e o Superior Tribunal Eleitoral (STE) podem solicitar investigação da Polícia Federal, tendo em vista que essas graves ameaças colocam em risco o pleito eleitoral no município de Feijó.

Neste momento, tanto as forças de segurança quanto o poder público estão analisando o risco dessas ameaças interferirem na democracia e, consequentemente, no resultado das eleições, podendo resultar no maior índice de abstenções em Feijó.

Propaganda
Advertisement