Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Professora e dois filhos são assassinados no interior de SP; PM é suspeito

Publicado em

Uma professora e seus dois filhos foram mortos a tiros na casa da família, em Apiaí, no interior de São Paulo, na noite da última quinta-feira, 16. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito é um policial militar, que atua no Corpo de Bombeiro, e é ex-companheiro da mulher. Ele é considerado foragido.

As vítimas são Josilene Paula de Rosa, de 42 anos, e seus dois filhos,  Arthur, de 12 anos, e Gabriel, de 20. Ao Terra, o delegado Valmir Oliveira Barbosa informou que o suspeito invadiu a residência em que ela morava e atirou várias vezes contra os três.

“Depois do crime ele fugiu e o carro usado na fuga foi localizado nas proximidades da cidade de Guapiara”, esclarece a autoridade. O suspeito teria batido o veículo e o abandonou em uma rodovia próxima à cidade.

Continua depois da publicidade

“Provavelmente o crime ocorreu em razão dele não aceitar o fim do relacionamento”, finalizou o delegado. Barbosa confirmou que a arma utilizada no crime teria sido furtada da corporação.

Prefeitura lamentou

Josilene era professora na escola municipal Prof·ª Elisa dos Santos. Em nota nas redes sociais, a Prefeitura de Apiaí lamentou o ocorrido e afirmou que a morte dos três “abalou o coração da comunidade”.

“Josilene Paula de Rosa, uma dedicada educadora na EMEIEF Prof·ª Elisa dos Santos, era conhecida por sua paixão pela musicalização infantil, tocando a vida de muitos alunos com sua alegria e seu talento·A notícia de sua morte e a de seus filhos, Gabriel e Arthur, trouxe uma onda de tristeza e solidariedade por todo o município”, diz o comunicado.

A município decretou luto oficial de três dias, e as aulas e atividades presenciais da escola foram suspensas. “A Prefeitura de Apiaí estende suas mais sinceras condolências à família e amigos de Josilene e seus filhos. Josilene Paula de Rosa, presente em nossos corações e na melodia que permanecerá ecoando nas salas de aula da EMEIEF Prof·ª Elisa dos Santos”.

 

Propaganda
Advertisement