Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Quem é o líder da Família Terror, facção aliada do PCC, preso em SP

Publicado em

Preso em um condomínio no Jardim Arpoador, na zona oeste da capital paulista, Ariel Nahum Estrão, o Tatá, de 34 anos, é apontado como um dos líderes da Família Terror do Amapá (FTA), facção criminosa aliada do Primeiro Comando da Capital (PCC), que disputa o domínio do tráfico de drogas na região Norte.

Tatá estava foragido há mais de 2 anos e foi capturado em uma operação do Departamento do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), realizada na quinta-feira (30/5). O chefe da Família Terror responde a pelo menos três processos por roubo e figurava na lista de bandidos mais procurados do Amapá.

Em São Paulo, o criminoso vivia sozinho em um apartamento, localizado na Rua Luísa Crapsi Orsi, descrito como “luxuoso” pela Polícia Civil. O condomínio conta com piscina, academia, salão de jogos e segurança 24 horas por dia.

Continua depois da publicidade

Segundo a investigação, o líder da FTA também usava um documento falso para evitar ser preso. No endereço, os policiais encontraram um RG, do estado do Amapá, com nome fictício de Patrick dos Santos Cordeiro.

Prisão

Os policiais paulistas ficaram sabendo do esconderijo de Tatá na segunda-feira (27/5). A informação que citava o endereço exato do chefe da FTA foi compartilhada pela Delegacia Especializada de Tóxicos e Entorpecentes (Dete), da Polícia Civil do Amapá. O ofício era acompanhado por uma cópia do mandado de prisão e de fotografias do foragido.

Com a solicitação de ajuda, policiais do Denarc passaram a fazer campanas no endereço e confirmaram que a informação preliminar estava correta. Por volta das 10h de segunda-feira, os agentes avisaram a equipe de segurança do prédio e receberam autorização para entrar.

Tatá estava no apartamento, mas se recusou a abrir a porta, segundo a Polícia Civil. “Foi necessário uso de força moderada para adentrar e realizar sua captura”, diz o boletim de ocorrência da captura.

Ainda de acordo com o registro, uma vez que os policiais entraram no apartamento, a liderança da Família Terror não ofereceu mais resistência, informou seu nome correto e avisou, por mensagem de WhatsApp, da sua prisão a um irmão. O familiar ficaria “incumbido de avisar demais familiares e o respectivo advogado”.

Família Terror

A Família Terror é uma facção local que nasceu no Amapá e também tem presença no Pará e em Rondônia, segundo o estudo “Cartografia da Violência na Amazônia”, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Continua depois da publicidade

Em disputa pela hegemonia do estado, o grupo criminoso fez aliança com o PCC. Eles disputam o poder com outra facção local, a União Criminosa Amapaense (UCA), aliada do Comando Vermelho (CV).

Entre os líderes da FTA estão Alberto Magno da Silva Lobato, o Imperador, que responde a mais de 100 homicídios e é conhecido como o maior assassino do Amapá. Ele foi preso no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, em 2021.

Outro chefe da facção é Ryan Richelle dos Santos Menezes, o Tio Chico, que está no sistema penitenciário federal.

Propaganda
Advertisement