Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍCIA

Saiba o tamanho da fortuna dos von Richthofen e quem ficou com a herança da família

Publicado em

Reprodução

Após o lançamento dos filmes “A Menina que Matou os Pais” e “O Menino que Matou Meus Pais”, no Prime Video, da Amazon Prime, na última sexta-feira (28), o caso Von Richthofen voltou à boca da população. Isso porque, os longas trazem as versões, respectivas, de Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos sobre o que os teria motivado a planejar os assassinatos de Manfred e Marísia Von Richthofen, pais da jovem, em 2002. Mas, afinal, quem eram os pais de Suzane? Essas e outras dúvidas sobre o caso serão respondidas pelo JC.

Quem eram os pais de Suzane Richthofen?
Os pais de Suzane se chamavam Manfred Albert von Richthofen e Marísia Silva Abdalla. Manfred nasceu em 1953 na cidade de Erbach, na Alemanha. No entanto, no ano seguinte ao seu nascimento, veio para o Brasil, precisamente, para a cidade de Santa Cruz, no Rio Grande do Sul.

No ano de 1974, o alemão se mudou para São Paulo e, após concluir o Ensino Médio, passou a cursar engenharia na Universidade de São Paulo (Usp). Foi na instituição que Manfred conheceu Marísia, que estudava medicina. No fim da década de 70 os dois casaram.

Continua depois da publicidade

Quando foi assassinado, Manfred tinha 49 anos e era engenheiro da Engenharia da Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa). Já Marísia tinha 50 anos e era psiquiatra de pacientes de classe alta.

Como descobriram que Suzane von Richthofen matou os pais?
Ao investigar a cena do crime, a mansão da família von Richthofen, a polícia chegou à conclusão de que os assassinatos não se tratavam de um latrocínio (roubo seguido de morte) e que provavelmente os homicídios teriam sido praticados por pessoas próximas. Vários indícios teriam os levado a pensar isso como, por exemplo, a casa não ter sinais de arrombamento e apenas o quarto do casal ser o único cômodo do imóvel a estar revirado. Os criminosos levaram 5 mil dólares e R$ 8 mil que estavam na residência.

Desconfiados, os policiais interrogaram, uma semana depois do crime, quatro pessoas: Suzane von Richthofen, Andreas Richthofen, Daniel Cravinhos e Christian Cravinhos. O interrogatório foi feito simultaneamente.

Questionado sobre ser usuário de drogas e recentemente ter comprado uma motocicleta, Christian teria dito “é, eu sabia que isso não iria dar certo”. Após ser pressionado, ele confessou ter matado o casal na companhia do irmão Daniel.

De acordo com a polícia, nesse mesmo momento outro policial indagou Daniel sobre o que teria acontecido, apresentando a versão de Christian. Nesse momento o namorado de Suzane também confessou o assassinato. A filha dos Richthofen foi a última a confessar o crime. No entanto, fez no mesmo dia que os irmãos Cravinhos.

Quem são os irmãos Cravinhos?
Os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos assassinaram os pais de Suzane von Richthofen com a ajuda da jovem. Na época do crime, Daniel tinha 21 anos, era aeromodelista e namorava a filha do casal. Já Cristian tinha 25 anos. Enquanto Suzane era de família de classe alta, os dois tinha um poder aquisitivo menor.

Continua depois da publicidade
Propaganda
Advertisement