Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍTICA

A rejeição de Lula e Jair Bolsonaro pode impulsionar o candidato da Terceira Via, como ocorreu com Romeu Zema em 2018

Publicado em

Reprodução/redes sociais

Como diz Eliane Cantanhêde, “tudo é incerto para 2022. Metade do eleitorado ainda está completamente alheia ou muito desconfiada com os dois favoritos”.

Ela cita o caso de Romeu Zema, que virou a campanha para o governo de Minas Gerais em apenas quatro dias.

“Com 43% de indecisos, o eleitorado rejeitava tanto Antônio Anastasia, por representar o PSDB de Aécio Neves, quanto Fernando Pimentel, que concorria à reeleição pelo também vulnerável PT. Os indecisos descobriram Zema, do Novo, num debate na terça-feira anterior às urnas. De quarta a domingo, ele disparou de 5% para 41% e venceu a eleição.”

Propaganda
Advertisement