Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍTICA

Com status de ‘super secretaria’, Seinfra continua sendo pauta na Câmara de Rio Branco: ‘Tratam mal até vereador da base’

Publicado em

O vereador Célio Gadelha (MDB) voltou a falar nesta quarta-feira (15) na Câmara Municipal de Rio Branco sobre a forma como os vereadores são atendidos, ou melhor, não são atendidos na Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), quando buscam por informações ou fazem alguma indicação que seja de responsabilidade daquela secretaria.

Célio destacou que até os vereadores da base da gestão de Bocalom são mal tratados, segundo eles (vereadores), principalmente pela engenheira Camila, que é diretora de Obras da Secretaria de Infraestrutura do município.

Após fazer algumas indicações, ele lamentou que não são atendidos, sejam da base ou da oposição.

Continua depois da publicidade

“Ontem teve um vereador da base aqui, que falou da diretora da Seinfra, Camila, do atendimento que deu a este vereador. São vereadores da base que têm essa má recepção e são tratados dessa forma, agora, imagine a população que precisa do poder público e tenta chegar a esses secretários? Tenho certeza de que nem conseguem chegar perto. Porque, se nós, vereadores da base, somos atendidos dessa forma, é lamentável”, disse Gadelha.

O parlamentar ainda alfinetou seu colega de parlamento e líder do prefeito, vereador Marcos Luz, dizendo que o admira muito, pois ele tenta defender o indefensável. “Eu o admiro muito, admiro as suas decisões e postura. Porque você imagina defender o indefensável? É uma situação difícil e eu sei que até ele (Marcos Luz) já passou por situações nesta casa.”

As reclamações dos parlamentares só aumentam em relação ao atendimento dado a eles e à população quando precisam de algo referente à Seinfra. Atualmente, esta secretaria tem status de “super secretaria”, pois praticamente todos os projetos que estão em andamento pela prefeitura estão ligados à Seinfra.

Os vereadores têm pedido a descentralização do poder para que o sistema funcione, além de exigirem, e já terem denunciado várias vezes, a forma grosseira e humilhante como alegam ser tratados, sejam da base ou da oposição.

O espaço está aberto para que as pessoas e órgãos citados nesta matéria se manifestem, caso assim o desejem.

Propaganda
Advertisement