Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍTICA

Companheira acusa filho de Lula de agressões física e psicológicas: “Levei cotovelada na barriga”

Publicado em

Filho caçula do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luís Cláudio Lula da Silva, de 39 anos, é acusado de agressões frequentes pela médica Natália Schincariol, com quem se relacionou por cerca de dois anos, até os supostos episódios de violência doméstica terem se intensificado.

Natália registrou boletim de ocorrência eletrônico contra Luís Cláudio no início da tarde desta terça-feira (2/4), na Delegacia da Mulher em São Paulo. Na sequência, ela prestou depoimento por videoconferência, na qual foi confirmada a identidade da médica.

No B.O., obtido com exclusividade pelo Metrópoles, a vítima de 29 anos afirma que “as agressões são de natureza física, verbal, psicológica e moral”. Ela relata que o filho de Lula deu “uma cotovelada na barriga” dela “em uma das brigas no final de janeiro deste ano”, quando ele teria se recusado a entregar o celular da companheira.

Continua depois da publicidade

Segundo ela, os casos de violência “têm se intensificado ao longo do tempo”, colocando em risco sua integridade física e mental. Ao Metrópoles, Natália confirmou as acusações contra Luís Cláudio apresentadas no boletim de ocorrência.

À polícia, ela contou que já foi afastada do trabalho por um mês, “devido ao trauma causado pelas agressões”, e “hospitalizada com crises de ansiedade”. Disse também que recebe ameaças e ofensas constantes de Luís Cláudio, sendo chamada de “doente mental”, “vagabunda” e “louca”.

No registro do boletim de ocorrência, ela diz que o filho caçula de Lula “manteve relações sexuais com outras mulheres de forma desprotegida” e que ele “chegava em casa bêbado” e tentava entrar em seu quarto mesmo ela pedindo para que ficasse distante.

A vítima afirma ainda que tem sido “manipulada” e “ameaçada” para não denunciar as agressões, sob a alegação de que o agressor é filho do presidente e que “possui influência para se safar das acusações”.

Em nota, a advogada Carmen Tannuri, que defende Luís Cláudio, nega as acusações e diz que vai processar Natália.

“Tomamos conhecimento das fantasiosas declarações que teriam sido proferidas pela médica, atribuindo ao nosso cliente inverídicas e fantasiosas agressões, cujas mentiras são enquadráveis nos tipos dos delitos de calúnia, injúria e difamação, além de responder por reparação por danos morais, motivos pelos quais serão tomadas as medidas legais pertinentes”, diz.

Continua depois da publicidade

Filho caçula

Luís Cláudio é diretor de futebol do time amazonense Parintins Futebol Clube. Neste ano, o clube foi autorizado pelo Ministério do Esporte a captar R$ 1,5 milhão para viabilizar projeto de escolinha para crianças e adolescentes, conforme revelou a coluna de Guilherme Amado.

Em fevereiro, Luís Cláudio reclamou publicamente da retirada do nome da mãe, a ex-primeira-dama Marisa Letícia — morta em 2017 — de uma postagem do pai nas redes sociais sobre o aniversário de 44 anos do PT. Após a reclamação, a postagem de Lula foi editada, e o nome de Marisa, inserido.

Propaganda
Advertisement