Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍTICA

Deputada Socorro Neri acusa partido de violência política e renuncia às eleições

Publicado em

Socorro Neri, deputada federal, convocou uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (3) para denunciar o partido político Progressistas (PP) por violência política de gênero. Ela alegou que o partido agiu pelas costas da Executiva Municipal ao negociar uma aliança com o pré-candidato a prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom.

Segundo Socorro Neri, quando ocupava o cargo de presidente da Executiva Municipal, enfrentou o desafio de ter suas ações como presidente tomadas por outros dirigentes do partido. Ela ficou ciente de que a pré-candidatura de Alysson Bestene era falsa, o que a deixou frustrada. Jornais divulgaram que o acordo para Bocalom ser o candidato com Alysson como vice já estava feito há meses.

Após tentativas de reconciliação, a deputada foi questionada durante um jantar com o governador Gladson Cameli e os secretários de governo Alysson Bestene e Aberson Carvalho se ainda desejava ser candidata. Ela afirmou que não tinha mais interesse.

Continua depois da publicidade

Socorro Neri relatou ter sofrido ataques internos de apoiadores de Bestene no PP. Ela destacou que é inaceitável enfrentar violência política dentro de seu próprio partido e ressaltou que a violência política de gênero busca minar a participação das mulheres na política. Diante disso, ela anunciou seu afastamento de qualquer assunto político do partido em relação às eleições municipais em Rio Branco.

A deputada enfatizou que não irá mais tratar desse assunto e que precisa resguardar sua saúde mental e disposição para continuar atuando na política.

Propaganda
Advertisement