Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍTICA

Governo cobra de técnicos resposta sobre proposta de reajuste de 28%

Publicado em

O governo federal apresentou proposta para os técnico-administrativos em educação (TAEs), na última semana, e agora aguarda a resposta da categoria. O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) estipulou a terça-feira (28/5) como data-limite para a assinatura do acordo.

Em nota, o MGI informou que a proposta do governo representa um ganho médio de renda de 28% ao longo dos 4 anos de mandato do presidente Lula (PT). “O ganho corresponde a uma porcentagem maior que a inflação projetada no período”, destacou a pasta.

A proposta consiste em um reajuste de 9% em 2025 e 5%, em 2026, além de incluir uma reestruturação da carreira, que eleva o percentual de aumento para as categorias dos técnico-administrativos em Educação com menores salários.

Continua depois da publicidade

“Com isso o ganho varia de 14,5% a 26,2% entre 2025 e 2026, que, somado aos 9% concedidos ano passado, levam a ganhos que variam de 24,8% a 37,6% em 4 anos, superando a inflação esperada para o mesmo período de 15%”, informou a pasta.

A proposta foi apresentada pelo governo federal na última terça-feira (21/5). O secretário de Relações do Trabalho, José Lopez Feijóo, chegou à reunião afirmando que essa seria a proposta final.

Assim como ocorreu na última proposta apresentada aos docentes de universidades e institutos federais, o governo não propôs nenhum percentual de correção neste ano, mas ofertou reajustes para os próximos dois anos.

Em relação à primeira proposta, apresentada em 19 de abril, foi mantida a oferta de 9% em 2025 e houve um incremento para 2026, que subiu de 3,5% para 5%.

Propaganda
Advertisement