Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍTICA

Milton Leite nega ligação com PCC: “Tentam assassinar minha reputação”

Publicado em

Em nota divulgada neste domingo (26/5), o vereador Milton Leite (União), presidente da Câmara Municipal da capital paulista, rebateu acusações de envolvimento com o esquema de lavagem de dinheiro do Primeiro Comando da Capital (PCC) por meio de empresas de ônibus.

O comunicado de Milton Leite é uma reação à notícia, divulgada nesse sábado (25/5), de que a Justiça paulista decretou a quebra dos seus sigilos fiscal e bancário, no âmbito da Operação Fim da Linha, do Ministério Público de São Paulo (MPSP), responsável por investigar a ocultação de valores do PCC no transporte público.

No comunicado, o vereador afirma que, por “livre e espontânea iniciativa”, já havia aberto seus dados fiscais e bancários para o MPSP. “Prova disso é a conclusão de uma apuração do mês de novembro de 2023 que investigava denúncia anônima de supostas irregularidades envolvendo meu patrimônio”, diz.

Continua depois da publicidade

“Após ampla checagem de minhas contas bancárias, a Promotoria de Justiça do Patrimônio Público concluiu que ‘não se verificou a existência de indícios veementes que pudessem conformar a prática ilegal inicialmente imputada ao vereador investigado e a seus assessores’”, relata.

“Meus dados bancários são um só e o próprio MPSP já os analisou exaustivamente, não havendo nada de novo que possa ser encontrado.”

Propaganda
Advertisement