Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍTICA

Polarização em destaque: Vereador N. Lima repudia parcerias entre direita e esquerda no Acre

Publicado em

O vereador N. Lima, do Partido Progressista (PP), fez uso do tempo destinado ao grande expediente durante a sessão da Câmara Municipal nesta terça-feira (25) para expressar veementes críticas em relação às alianças estabelecidas entre partidos de direita e esquerda no cenário político do Acre.

Sua indignação foi motivada por rumores que circulam acerca de uma possível união entre o Partido Liberal (PL) de Jair Bolsonaro e o Partido dos Trabalhadores (PT) de Luiz Inácio Lula da Silva, com o intuito de apoiar a candidatura de Leila Galvão nas eleições deste ano. Para N. Lima, o PL é identificado com a vertente política de direita, e ele enfatizou que o partido, representado por Bolsonaro, estaria sofrendo traições em nível nacional. Em suas palavras: “O partido pertence a um indivíduo de direita que está sendo deslealmente tratado por sua própria legenda em todo o país”.

O vereador ressaltou sua firme oposição a qualquer tipo de aliança entre partidos conservadores e aqueles de orientação mais à esquerda dentro do contexto político acreano. De forma contundente, Lima afirmou: “Não importa o que aconteça. Estou contra. Dentro do meu partido, fui incisivo. Deixei claro que não apoiaria tal movimento”.

Continua depois da publicidade

A postura crítica e combativa de N. Lima reflete seu posicionamento contrário à convergência entre forças políticas consideradas antagônicas, sinalizando para um ambiente de discordância e resistência frente a possíveis acordos que transcendam as fronteiras ideológicas tradicionais. Sua manifestação pública na Câmara Municipal evidencia a polarização e os embates presentes no atual panorama político local.

Propaganda
Advertisement