Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍTICA

Tarcísio cassa aposentadoria de policial que furtou celular apreendido

Publicado em

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, cassou a aposentadoria do agente de Polícia Civil José Vicente Pereira de Carvalho, condenado por improbidade administrativa pelo furto de um aparelho celular e R$ 138 em dinheiro apreendidos em um flagrante de tráfico de drogas.

O caso aconteceu 10 anos atrás, em 2014, durante um plantão de Carvalho na Central de Flagrantes de São José do Rio Preto. Três adolescentes foram conduzidos à central depois de serem flagrados em ato infracional de tráfico de drogas. Valendo-se da condição de agente de polícia, Carvalho teve acesso aos bens apreendidos com o trio, entre eles, o celular e dinheiro.

Um boletim de ocorrência foi aberto quando outra agente, responsável pelo registro dos bens, notou a ausência do celular e do dinheiro e acionou a Corregedoria de Polícia. Dias depois, a partir do rastreio do aparelho pelo número de EMEI, o celular, um Sansung Galaxy Young Duos TV, foi encontrado com Carvalho, que já havia colocado seu chip pessoal no aparelho.

Continua depois da publicidade

Em sua defesa, o agente afirmou ter encontrado os bens em uma caixa de papelão ao lado de uma lixeira na delegacia e pensou se tratar de objetos descartados ou esquecidos. Ele disse ter mantido o aparelho por alguns dias esperando que alguém reclamasse sua posse e, depois disso, passou a usar o telefone.

Em depoimento, os colegas de Carvalho alegaram que haver “rigoroso controle” dos bens apreendidos e que não haveria a possibilidade deles terem sido deixados na condição em que o acusado disse tê-los encontrado.

Em abril deste ano, 10 anos depois do flagrante, Carvalho foi condenado por improbidade administrativa à perda do cargo público, devolução dos bens e valores incorporados ao seu patrimônio, suspensão dos direitos políticos por três anos, indenização por danos materiais e pagamento de multa.

A decisão determinou também que a sentença fosse informada à Corregedoria de Polícia para que fossem tomadas as providências para cassação da aposentadoria de Carvalho, o que foi oficializado pelo governador Tarcísio de Freitas nesta terça-feira (21/5).

Propaganda
Advertisement