Search
Close this search box.
RIO BRANCO

RIO BRANCO

Analfabetismo no Acre: 12,1% da população é afetada e 73,5 mil acreanos sem habilidade de leitura e escrita

Publicado em

Os números revelados pelo Censo Demográfico 2022 do IBGE expõem uma realidade preocupante no Acre, onde a taxa de analfabetismo atingiu 12,1%, representando 73.535 indivíduos que enfrentam a barreira do desconhecimento básico de leitura e escrita dentro do Estado.

Por outro lado, a taxa de alfabetização das pessoas com 15 anos ou mais de idade demonstrou um avanço significativo, elevando-se de 83,5% para 87,9% no período de 2010 a 2022. Atualmente, com base nos dados mais recentes do Censo, o Acre conta com 535.023 indivíduos maiores de 15 anos que possuem habilidades de leitura e escrita.

Ao comparar as taxas de alfabetização entre as unidades da federação, observa-se que Santa Catarina e o Distrito Federal apresentam as maiores taxas, com 97,3% e 97,2%, respectivamente, enquanto Alagoas e o Piauí registram as menores taxas, com 82,3% e 82,8%. É notável a redução da disparidade entre a maior e a menor taxa de alfabetização, que passou de 20,9 p.p. em 2010 para 15,0 p.p. em 2022, evidenciando um progresso no cenário nacional.

Continua depois da publicidade

No contexto nacional, dos 163 milhões de pessoas com 15 anos ou mais de idade, 151,5 milhões possuem habilidades básicas de leitura e escrita, enquanto 11,4 milhões ainda enfrentam o desafio do analfabetismo. Isso resulta em uma taxa de alfabetização de 93,0% e uma taxa de analfabetismo de 7,0% nesse contingente populacional em 2022.

Saiba mais sobre a escolaridade dos brasileiros e acreanos acessando:
https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-detalhe-de-midia.html?view=mediaibge&catid=2101&id=7236

Propaganda
Advertisement