Search
Close this search box.
RIO BRANCO

RIO BRANCO

Pesquisa avalia transmissão e epidemiologia da ‘Doença da Paca’ no Acre

Publicado em

A Universidade Federal do Acre (Ufac), por meio da aluna Liliane de Souza Anadão, do mestrado em Sanidade e Produção Animal Sustentável na Amazônia, realiza pesquisa sobre a hidatidose policística, popularmente conhecida como Doença da Paca.

A acadêmica estuda a prevalência da infecção em pacas abatidas por moradores de comunidade rurais.

De acordo a pesquisa, a hidatidose policística é uma doença causada pelo estágio larval de tênias de helmintos da espécie ‘Echinococcus vogeli’. O objetivo é conhecer o ciclo de transmissão e a epidemiologia da doença no Acre, padronizando uma técnica de diagnóstico molecular no Estado.

Continua depois da publicidade

Ainda de acordo a Ufac, no Brasil, a maioria dos casos registrados são provenientes da região amazônica, principalmente dos Estados do Acre e Pará.

Os ensaios moleculares da pesquisa são realizados no Laboratório de Pesquisa e Diagnóstico Molecular em Doenças Infecciosas, no Centro de Infectologia Charles Mérieux, pertencentes à Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco.

Propaganda
Advertisement