Search
Close this search box.
RIO BRANCO

RIO BRANCO

Pesquisa revela que mais de 26% dos adolescentes no Acre estão acima do peso

Publicado em

No estado do Acre, uma pesquisa recente revelou que mais de 26% dos adolescentes estão acima do peso, um dado alarmante que serve de alerta para pais e responsáveis. Essa realidade não é exclusiva do Brasil, onde uma em cada 3 crianças já apresenta sobrepeso. As projeções da Federação Mundial de Obesidade indicam que até 2035, mais de 750 milhões de crianças e jovens adolescentes em todo o mundo poderão enfrentar problemas de sobrepeso e obesidade.

Ignorar a importância de uma alimentação saudável para as crianças, especialmente nos primeiros anos de vida, pode acarretar consequências graves para a saúde a longo prazo. O médico especializado em nutrologia, Yure Elias, ressalta que uma alimentação saudável não apenas influencia a longevidade e a qualidade de vida, mas também afeta aspectos como disposição e função cognitiva.

Os dados do Atlas Mundial da Obesidade 2024 apontam que o grupo mais afetado pela obesidade está na faixa etária entre 5 e 19 anos, principalmente em países de renda média. No Acre, os números do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional revelam que 26,3% dos adolescentes estão com sobrepeso, sendo que mais de 9% já são considerados obesos. Essas estatísticas são preocupantes e reforçam a necessidade de ações concretas para reverter esse cenário.

Continua depois da publicidade

O Ministério da Saúde estabeleceu metas ambiciosas para combater as doenças crônicas não transmissíveis e a obesidade no Brasil até 2030. Reduzir a mortalidade prematura por essas doenças, conter o crescimento da obesidade na população adulta e reduzir em 2% a obesidade em crianças são alguns dos objetivos propostos.

Diante desse panorama, é fundamental que pais e responsáveis estejam atentos à alimentação das crianças e busquem promover hábitos saudáveis desde cedo. Como destaca o médico Yure Elias, doenças como colesterol alto, hipertensão arterial e diabetes estão intimamente ligadas à alimentação inadequada. A mudança de estilo de vida e uma alimentação equilibrada são essenciais para prevenir esses problemas.

A história de Elenir Rosa de Azevedo, moradora do Rio de Janeiro, ilustra a importância da alimentação saudável na infância. Ela sempre priorizou uma dieta equilibrada para seus filhos e netos, entendendo que os bons hábitos alimentares são fundamentais para o desenvolvimento saudável das crianças.

Diante desse cenário preocupante, é imprescindível que a sociedade como um todo se mobilize para promover escolhas alimentares mais saudáveis e combater a epidemia de obesidade infantil. A saúde das futuras gerações depende das atitudes que tomarmos hoje.

Propaganda
Advertisement