Search
Close this search box.
RIO BRANCO

RIO BRANCO

Prazo se encerra: No Acre, 9 mil motoristas estão irregulares sem exame toxicológico

Publicado em

No Acre, a situação dos motoristas que precisam realizar o exame toxicológico é preocupante. Com o prazo final se aproximando, mais de 9 mil condutores estão em situação irregular, de acordo com dados do Ministério dos Transportes. A falta de cumprimento dessa exigência pode acarretar em multas pesadas e pontos na CNH.

A legislação é clara: até 30 de abril, os motoristas devem realizar o exame, caso contrário, estarão sujeitos a penalidades graves. As autoridades locais irão monitorar o cumprimento dos prazos e aplicar as multas conforme previsto no Código de Trânsito Brasileiro.

A conscientização é fundamental nesse momento, e a Senatran tem se empenhado em alertar e orientar os condutores sobre a importância do exame toxicológico. Campanhas educativas e alertas via Carteira Digital de Trânsito têm sido utilizados para garantir que os motoristas estejam cientes da necessidade de regularização.

Continua depois da publicidade

O panorama nacional também é preocupante, com mais de 3,4 milhões de condutores das categorias C, D e E pendentes do exame. Na região Norte, mais de 194 mil motoristas ainda não realizaram o teste. Estados como Roraima, Pará, Amazonas, Rondônia, Tocantins, Acre e Amapá apresentam números significativos de condutores irregulares.

Propaganda
Advertisement