Search
Close this search box.
RIO BRANCO

RIO BRANCO

Rio Branco lidera geração de empregos formais no Acre em fevereiro, revela Novo Caged

Publicado em

O Acre registrou um saldo positivo de 853 vagas com carteira assinada em fevereiro de 2024, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Esse resultado foi impulsionado por 4.798 admissões e 3.945 demissões no período.

Entre os cinco grandes grupos econômicos avaliados, três apresentaram resultados positivos no estado. O setor de Serviços se destacou, contribuindo significativamente para o saldo positivo com a criação de 827 vagas. Além disso, os setores da Construção e do Comércio também tiveram saldos positivos, com 35 vagas cada. Por outro lado, os setores da Agropecuária e Indústria registraram quedas, com -12 e -32 vagas, respectivamente.

Analisando a divisão por municípios, Rio Branco liderou o saldo de novos postos de trabalho, com a criação de 561 vagas com carteira assinada. Em seguida, Sena Madureira (+317), Plácido de Castro (+57), Brasiléia (+23) e Acrelândia (+8) também contribuíram para o saldo positivo de empregos formais.

Continua depois da publicidade

No que diz respeito ao perfil dos contratados, a maioria das novas vagas foi ocupada por mulheres (+618) e pessoas com ensino médio completo (+420). Além disso, os jovens entre 18 e 24 anos foram o grupo com o maior saldo de vagas, totalizando +331.

A região Norte como um todo registrou um crescimento expressivo, com um salto significativo no número de empregos formais criados entre janeiro e fevereiro. No Brasil, houve uma ampliação considerável do mercado formal de trabalho em fevereiro de 2024 em comparação com janeiro, totalizando a geração de 306.111 novos postos com carteira assinada.

Com esses números, o Brasil acumula quase meio milhão de novas vagas formais de trabalho e atinge um saldo de 474.614 empregos gerados. O setor de Serviços se destacou como o principal responsável pela criação de empregos em nível nacional, seguido pela Indústria, Construção, Comércio e Agropecuária.

Em relação ao setor de serviços no Acre, dados recentes indicaram que o estado registrou a terceira maior alta do país nesse segmento, demonstrando um crescimento significativo em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esses indicadores refletem uma tendência positiva no mercado de trabalho formal no estado.

Esse é um panorama promissor que evidencia o fortalecimento da economia e a geração de oportunidades para a população acreana. Esperamos que essa tendência positiva perdure e contribua para o desenvolvimento sustentável da região.

Propaganda
Advertisement