Search
Close this search box.
RIO BRANCO

BRASIL

Pesquisa revela que 9,4% das famílias no Brasil vivem com insegurança alimentar

Publicado em

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no último trimestre de 2023, aproximadamente 9,4% das famílias brasileiras (ou 7,4 milhões de famílias) viviam com insegurança alimentar moderada ou grave. Esses lares abrigam cerca de 20,6 milhões de pessoas.

A pesquisa, que utiliza a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar, classifica os domicílios em quatro níveis. Os domicílios com grau de segurança alimentar têm acesso regular e permanente a alimentos de qualidade em quantidade suficiente. Segundo o IBGE, aproximadamente 56,7 milhões de famílias brasileiras (reunindo 152 milhões de pessoas) estão nessa situação.

A insegurança alimentar leve afeta cerca de 14,3 milhões de famílias (ou 43,6 milhões de pessoas) e indica preocupação ou incerteza em relação aos alimentos no futuro, além do consumo de comida de qualidade inadequada, sem afetar a quantidade disponível.

Continua depois da publicidade

Já a insegurança alimentar moderada atinge cerca de 4,2 milhões de famílias (ou 11,9 milhões de pessoas) e demonstra uma redução na quantidade de alimentos consumidos pelos adultos e/ou uma ruptura nos padrões de alimentação devido à falta de alimentos para os adultos.

Por fim, a insegurança alimentar grave representa um cenário mais severo, com uma redução quantitativa na comida disponível e uma ruptura nos padrões de alimentação para todos os moradores, inclusive crianças. Cerca de 3,2 milhões de famílias (ou 8,7 milhões de pessoas) se encontram nessa situação.

Embora a pesquisa Pnad Contínua aponte para uma melhora em comparação com o levantamento anterior, realizado entre 2017 e 2018, a situação de segurança alimentar ainda permanece abaixo do registrado em 2013. É importante destacar que a recuperação da renda e a redução dos preços dos alimentos são fatores que contribuíram para esse avanço, refletindo a eficácia dos programas sociais e das transferências de renda.

No entanto, é fundamental destacar que a insegurança alimentar ainda é uma realidade significativa no país e requer a atenção contínua por parte das autoridades e da sociedade como um todo. Medidas e políticas são necessárias para garantir que todas as famílias brasileiras tenham acesso adequado a alimentos de qualidade, visando aliviar a insegurança alimentar e promover uma vida digna para todos os cidadãos.

Propaganda
Advertisement

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply