Search
Close this search box.
RIO BRANCO

MUNDO

Moradores de Veneza protestam após cidade começar a cobrar entrada

Publicado em

Nesta quinta-feira, Veneza se tornou a primeira cidade do mundo a introduzir um sistema de pagamento para turistas, em um esforço para diminuir as multidões que lotam seus canais, mas a taxa gerou protestos de alguns moradores que disseram não querer viver em um parque temático.

Foram colocadas placas do lado de fora da estação de trem e perto de uma passarela de entrada avisando os visitantes que eles tinham que pagar a € 5, antes de entrar nas ruelas estreitas de Veneza.

Simone Venturini, conselheira municipal responsável pelo turismo e coesão social, disse que o esquema ajudará Veneza a encontrar “um novo equilíbrio” entre os moradores e os visitantes de um dia, mas centenas de manifestantes locais viram as coisas de forma diferente.

Continua depois da publicidade

“Somos contra essa medida porque ela não fará nada para impedir o turismo excessivo”, disse a moradora Cristina Romieri. “Além disso, é uma regulamentação tão complexa, com tantas exceções, que também será difícil aplicá-la.”

Giovanni Andrea Martini, membro de um grupo de oposição na Prefeitura que se juntou aos protestos dos moradores, chamou isso de “um dia triste porque Veneza está se tornando um museu, um parque temático”.

Segurando faixas com os dizeres “Não ao ingresso para Vene-Land” e cantando “Aqui vivemos e aqui ficamos”, algumas centenas de pessoas marcharam pacificamente por uma das principais praças de Veneza para expressar sua oposição à nova medida.

O dia 25 de abril é um feriado nacional na Itália e é o primeiro dos 29 dias deste ano em que as pessoas têm que comprar um ingresso se quiserem acessar a cidade das 8h30 às 16h30.

As reservas devem ser feitas online, mas também há uma cabine disponível para aqueles que não têm smartphones.

Embora não haja catracas nas entradas da cidade, os inspetores farão verificações aleatórias e emitirão multas de € 50 a € 300 para quem não se registrar.

Continua depois da publicidade

A iniciativa faz parte de uma série de medidas adotadas em toda a Itália para gerenciar o fluxo de turistas.

Cerca de 20 milhões de pessoas visitaram Veneza no ano passado, segundo uma autoridade da cidade, com aproximadamente metade delas pernoitando em hotéis ou casas de férias – um fluxo que supera a população residente, atualmente estimada em cerca de 49 mil pessoas.

Pessoas com reservas em hotéis e visitantes com menos de 14 anos de idade não precisam pagar a taxa de entrada, mas ainda precisam se registrar com antecedência. Moradores, estudantes e trabalhadores estão isentos.

Propaganda
Advertisement

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply