Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍCIA

DHPP age rápido e prende acusado de matar comerciante que era sogro de líder do B13 em Rio Branco

Publicado em

Rafhael Gomes da Silva, conhecido como “Anônimo” ou “Play Boy”, foi preso por agentes da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) suspeito de ter matado o comerciante Vicente Lima de Aguiar, de 60 anos, com três disparos de armas de fogo, na manhã desta quarta-feira (10), na rua Baguari, no bairro Taquari, na região do Segundo Distrito de Rio Branco. A prisão de Rafhael aconteceu dentro de uma residência na rua Baguari, bem próximo do local do homicídio.

Segundo informações da Polícia Civil, uma equipe da EPE (Equipe de Pronto Emprego), ligada à DHPP, e agentes da própria delegacia especializada, estavam realizando diligências e tentando levantar informações sobre o suspeito da morte do comerciante. Com algumas informações e características do autor, os policiais civis se depararam com uma casa que estava abrigando vários faccionados do Comando Vermelho e, ao se aproximarem, alguns criminosos tentaram se evadir.

Um cerco policial foi feito e, dentro da residência, os agentes encontraram Rafhael, com as roupas iguais as descritas no local do crime, uma bicicleta e uma arma de fogo com 33 munições intactas, sendo que 3 munições deflagradas, que teria sido utilizada na execução de Vicente.

Continua depois da publicidade

O suspeito chegou a ser reconhecido por várias testemunhas e, em seguida, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa, juntamente com a arma de fogo, para ser lavrado o auto de prisão em flagrante. Os investigadores deram uma resposta rápida para a sociedade, e em menos de 5 horas o acusado pela morte do idoso já estava preso.

Agora as investigações avançam para saber se havia mais pessoas envolvidas ou dando apoio no momento da execução do homem e também qual seria a motivação do crime.

Entenda o caso

Uma nova linha de investigação foi divulgada pela Polícia Civil sobre a morte do comerciante Vicente Lima de Aguiar, de 60 anos, no bairro Taquari, na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

As investigações apontam que o idoso Vicente foi sogro de Marcos Cunha Lindozo, o “Dragão”, que era líder do Bonde dos 13 e que foi morto e teve o corpo queimado com requintes de crueldades na rebelião do Presídio Antônio Amaro Alves, em julho de 2023.

As investigações mostram ainda que o comerciante Vicente supostamente estava auxiliando a filha, que é viúva de “Dragão”. A polícia suspeita também que o comerciante ajudava financeiramente o Bonde dos 13 no bairro Taquari. A morte idoso, segundo a polícia, foi atribuída à facção criminosa Comando Vermelho.

Propaganda
Advertisement